Planos de saúde femininos: descubra qual é o melhor para você

A saúde feminina requer cuidados durante as diversas fases da vida e escolher o melhor plano de saúde também varia conforme o perfil e a idade da mulher. Jovens precisam de menos consultas e exames do que aquelas que estão na menopausa. O plano para quem não pretende ter filhos é bem diferente daquele que cobre a saúde de uma mãe.


Neste texto iremos apresentar os diversas opções de planos para a saúde feminina. A equipe dos planos de saúde RJMID nos auxiliou nesta tarefa de explicar as alternativas de coberturas de acordo com o perfil de cada mulher.

Jovem ou solteira


Este plano é destinado para a mulher que trabalha, estuda e gosta de se divertir. Está no auge da sua vitalidade e dificilmente vai precisar recorrer a serviços de saúde mais complexos. Para essa mulher, um plano de cobertura simples é o mais indicado. Planos de saúde individuais para pessoas físicas são mais baratos e, dependendo da complexidade, dão direito a internação hospitalar, pronto-socorro, consultas e exames.

Algumas operadoras oferecem vantagens neste plano, como carência zero para acidentes. A modalidade coparticipativa pode ser uma boa opção para este perfil de mulher, uma vez que ela pode pagar até 20% menos no plano e arcar com parte da consulta ou procedimento apenas quando for necessário.

Mulher que quer ter filhos


Planos familiares são ideais para as mulheres que estão planejando ser mãe. Não é aconselhável contratar um plano de saúde quando já estiver grávida, pois a carência para exames e procedimentos em gestantes é de pelo menos 300 dias. Planos familiares costumam cobrir todas as necessidades do pré-natal e do parto, incluindo

uma ampla rede credenciada de hospitais e maternidades. O valor é mais barato que o preço dos planos individuais, mas apesar de mais caro que planos por adesão e empresariais, o familiar sofre menos reajustes e atende às necessidades de todos da casa.

Para quem já é mãe


Para aguentar a tarefa de ser mãe - às vezes de mais de um filho - é preciso garantir uma boa cobertura do plano de saúde. Esta não é a hora de economizar no plano, mas de buscar alguma opção familiar que garanta cobertura completa. Mães com mais de 35 anos devem estar atentas ainda há uma série de exames que fazem parte do calendário anual da saúde feminina e buscar por planos que cubram consultas, exames e procedimentos de ginecologia, mastologia e até urologia.

Mulher fitness


Ela quer estar sempre em forma, mas não deixa de resolver todos os problemas da casa e do trabalho. É preciso uma saúde de ferro para fazer tudo o que vida demanda e ainda manter uma rotina fitness. Mulheres com este perfil costumam precisar de planos com cobertura bem abrangente, para cuidar dos diversos aspectos de sua saúde.

A vantagem de planos mais complexos é que alguns procedimentos estéticos podem ser feitos e cobertos, desde que com indicação médica. Cirurgia de varizes e até drenagem linfática podem ter cobertura nestes planos. Algumas consultas e tratamentos dermatológicos também costumam ser contemplados, dependendo da complexidade da plano escolhido.

Mulher na menopausa


Mulheres que estão prestes a entrar na menopausa devem procurar por planos de saúde que façam a cobertura dos exames essenciais para controle hormonal e prevenção de doenças como a osteoporose. Vários desses exames para controle são cobertos pelos planos de saúde por determinação da Agência Nacional de Saúde

(ANS). É importante procurar por um plano ambulatorial e hospitalar. Neste caso, não vai ser necessário buscar a cobertura obstetrícia, o que torna o valor mais barato.

Para as mulheres que já chegaram aos 60 anos, é essencial garantir acompanhamento da perda de massa óssea, por meio do exame de densitometria óssea. Quanto maior a idade, mais caro costuma ser o plano, principalmente porque aumentam as chances de internação. Mas o ideal é cuidar da saúde para garantir qualidade de vida.

Um beijo e saúde!