Oissss
Recebi uma pauta super interessante que achei legal compartilhar com vocês.
Eu não tenho filhos e nunca engravidei, mesmo assim tenho amigas que já passaram por isso e confesso que depois que li essa pauta compreendi melhor esse sentimento.


Depressão pós-parto x baby blues


O momento mais feliz da vida de uma mãe provavelmente é o nascimento do seu bebê. Aquela espera de 9 meses, vem seguida por uma enxurrada de hormônios que muitas vezes fazem a mãe passar por um turbilhão de emoções. E nem sempre a emoção e as lágrimas são de alegria. Uma melancolia repentina que se prolonga pelos primeiros dias de vida do recém-nascido é comum e chamada de “baby blues”. Mas esse sentimento é causado não só pelas mudanças hormonais, mas também pelo cansaço e longas jornadas de noites sem dormir, trabalho e adaptação com a nova rotina da família. Porém, essa sensação passa após alguns dias.

Diferente do “baby blues”, a depressão pós-parto tem outras características. Ela é um transtorno psiquiátrico grave, que nem sempre apresenta sintomas relevantes durante a gestação. “Ela irá surgir de forma intensa logo após o nascimento do bebê. Em que a mãe irá ficar totalmente apática em relação ao filho.”, explica a psicóloga Marilene Kehdi. A especialista afirma ainda que a mãe pode chegar a não sentir o menor sentimento de amor pelo bebê que acabou de nascer. Por isso, muitas vezes, será necessário afastá-la um pouco do filho até que o tratamento psiquiátrico comece.
É necessário estar alerta e debater o tema. No Brasil, a cada quatro mulheres, mais de uma apresenta sintomas de depressão no período de 6 a 18 meses após o nascimento do bebê. A constatação é do estudo Factors associated with postpartum depressive symptomatology in Brazil: The Birth in Brazil National Research Study, 2011/2012, realizado pela pesquisadora Mariza Theme, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), e publicado em 2016.

Mulheres que já apresentaram um quadro de depressão ao longo da vida e que tenham casos na família, são as que possuem maiores chances de apresentar a depressão pós-parto. O tratamento necessita de acompanhamento psicológico e psiquiátrico para uso de medicação para controle e cura desta depressão e ele deve ser multiprofissional com psicólogos, psiquiatras e ginecologistas.

E de acordo com a psicóloga Marilene, pode acontecer da depressão pós-parto voltar numa segunda gestação, daí a necessidade de um acompanhamento psiquiátrico durante a segunda gestação inteira.



Amoresssss, se você ainda não conhece esse tratamento revolucionário conhecido como Ceragem, continue lendo.....


Oi amores!!
Se você é nova na academia, ou já treina faz um tempo mas, não obteve resultado, sinto dizer: Você pode estar se sabotando!!!!Por essa razão seria bacana observar se nós não estamos perdendo o foco.Então se liga nessas dicas simples que podem te ajudar a chegar aonde você quer.

Esqueça o celular

O celular precisa ficar na mochila, durante o treino. Olhar o whatssap, emails ou tirar selfie, não define abdome. A hora da foto é antes ou depois do treino, ok. É melhor controlar o tempo no relógio de pulso, ou no relógio da academia. Consultar o celular pode nos distrair.


Priorize o treino de força

Tá animada? Faça exercício de cardio. Pegue pesado, dentro do seu limite. Deixe a esteira de lado. Use apenas quando estiver com preguiça de puxar ferro.


Música sempre

Academia sem música não dá, nesse caso o celular está liberado para tocar uma playlist bacana. Escolha uma quantidade grande de músicas, para evitar parar o treino afim de trocar a música. 

Planeje

Planeje os horários da malhação. Os alimentos da dieta. Diversifique o treino e os alimentos. Abuse das salada e dos molhos de salada. Um prato colorido abre o apetite.
.


Hidratação

Quando estamos desidratados, o oxigênio não chega aos músculos nos deixando cansadas. Tome 200ml de líquidos a cada 15 minutos de treino. Se seu treino for longo e pesado, vale a pena tomar um isotônico, caso contrário tome água.


Ah! Ter companhia é ótimo para dar um up no treino. Mas, treinar sozinha ajuda a manter o foco e evitar conversas durante o treino.
Bom meninas, espero ter ajudado com essas dicas. Um beijo!!!!


Oi amores!!!!
Tudo bem por aí? No ano passado, comecei uma reeducação alimentar, lembram??? Com a ajuda da Doutora Soraia Santos, que fez uma dieta super flexível pra mim, daí comecei minha RA e meus exercícios.

 Porém, posso dizer que quase desisti. Fiquei gripada, no litoral choveu muito e minhas amigas me chamavam pra comer uma coisinha quase sempre. E eu... terminava indo com elas. Mas, vou deixar claro que a culpa era toda minha, que fui perdendo o foco. Mas, esse ano tudo mudou. Pensei, meditei e refleti no rumo da minha vida. Tomei algumas providências e estou super confiante.

Primeiro passo, foi enfiar na minha cabeça. que sou eu que quero afinar a silhueta e não os outros. Isso significa que meus amigos vão comer fast food sim, e vão me convidar para acompanhar. Porém sou eu que decido se vou ou não. Se como ou não.

Segundo: As pessoas vão me dizer: "Ah! Fazer dieta? Eu quero é ser feliz comendo. Come só esse, fiz pra você. " Mas, sou eu que quero ser feliz com uma silhueta mais fina. Estou de dieta, mas, não estou com fome. Eu decido o que comer e quanto comer.

Pensando assim, passei para o próximo passo.Terceiro: Escolher uma atividade que eu gostasse e não me fizesse passar mal. Por exemplo, Treino funcional pra mim é péssimo. O abaixa e levanta faz minha pressão que já é baixa, chegar no pé. Por isso escolhi o spinning.

Quarto: Encontrar uma academia que fosse bacana. Sou do tipo que preciso de um ambiente agradável para me sentir confortável e motivada. Rodei a Praia Grande inteira. Já treinei em várias academias, até descobrir a Movimentação. No bairro Boqueirão, na Praia Grande. Uma academia animada, cheia de modalidades e com um preço acessível.



Quinto: Fechar o pacote. Mensal, semestral ou anual. Como quero manter o foco, fiz um pacote que me dá direito a várias modalidades. Além do spinning, tem zumba, localizada, fit flex ( muito boa essa modalidade), abdômem, alongamento e muito mais. 

Sexto: refiz minhas programações semanais. Afinal, somos donas de casa, esposas, filhas e tantas outras atividades. . Consegui me programar para ir todos os dias na acadêmia.

Sétimo: Organizei as roupas de malhação. Organizei minha alimentação, segundo a dieta que a Nutri me passou. Ah! Fiz questão de avisar a Doutora Soraia, sobre minha rotina fitness. Se você não tem acompanhamento nutricional, avise aquela amiga que tem a mesma meta que você. Que tal abrir um grupo no whats para postar suas refeições, e trocar dicas com a turma fitness.

Tenho uma proposta pra vocês....  Que tal, vocês me contarem como foi a rotina fitness de  vocês? Na fanpage do blog, vou postar este  banner a cada 15 dias. Daí vocês podem me contar como foi a rotina de vocês. Vamos ser saudáveis e magravilhosas juntas!!!! Você também pode postar suas fotos fitness no Instagram com a #jcnadieta. Conto com vocês.



Um beijo!!