Cemitério de Sucre: parece estranho, mas, é um ponto turístico

Cemitério de Sucre: parece estranho, mas, é um ponto turístico

Oieee… Já pensou em passear em um Cemitério?

Parece um tanto bizarro, mas, em Sucre é um dos pontos turístico mais visitados da cidade!

Esse é mais um post da série Mochilão e Bolívia não é só perrengue.

 

 

Para começar a entrada é linda demais. Transmite uma paz que parece que estamos diante de um parque. è muito comum ver os turistas tirando fotos das lápides e campas.  Infelizmente não tinha um guia mirim que pudesse nos contar a história das pessoas enterradas lá, mas, durante o percurso descobrimos coisas super interessantes.

Caminhando e observando

Logo na entrada vimos algumas pessoas cegas que pareciam estar falando sozinhas. Mas, depois de um tempo, notamos outras pessoas se aproximarem e pedirem para que elas fizessem orações em troca de algum dinheiro boliviano.

No interior do cemitério existem alguns prédios bem específicos. Por exemplo um prédio só para pessoas que trabalhavam para o exército. Outro que são enterrados apenas políticos e outro com pessoas importantes.

 

Pessoas mais abastadas tem compram espaços maiores e até mesmo cercam o local, como se fosse um jardim particular.

 

Alguns jazigos são bem incomuns como esse de guitarra. Onde está enterrado um cantor famoso, que morreu em um trágico acidente veicular junto com três de seus músicos.

Por outro lado… como em qualquer cemitério, existem campas comuns, com enfeites e outras decorações.

Ah! Quase esqueço de dizer que frequentemente uma banda se apresenta no local! Pasmem! Uma banda de trombones, tambores, no estilho marcha de exército se apresenta no Cemitério de Sucre.

O que eu achei mais interessante é que o local não é triste. Talvez a aparência de um grande parque, o trânsito intenso de pessoas com suas câmeras ou até a música ao fundo, dê ao Cemitério de Sucre, status de ponto turístico respeitado e procurado pelos turistas. E pra falar a verdade, amei conhecer! Caminhar e observar as pessoas.

E aí ficou interessado em conhecer? Ou já esteve por lá? Conta aí! Vou amar ler seu comentário.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.