Guia Prático – Feira da Madrugada e Brás em São Paulo

Guia Prático – Feira da Madrugada e Brás em São Paulo

Olá amores!! tudo bem aí?

Foto: ig

Pense na felicidade do ser humano quando chega na Feirinha da Madrugada!!
Se o paraíso das compras é no Brás e é pra lá que eu vou!
Recebi alguns pedidos para fazer um guia de compras, como chegar, alertas e tudo mais.
As coisas que vou contar aqui são experiências próprias. 

O post vai ser grande, tá? Senta pra ler, porque vai valer a pena.

O que é o Brás?
O Brás é um bairro de São Paulo onde se concentra um grande polo comercial. A maioria das lojas vende no atacado e varejo. Perfeitas para revendedores e sacoleiras. Aberta de segunda a sexta em horário comercial. Aos sábados ela começa a fechar após as duas horas.

O que é a Feira da Madrugada?
Essa feira fica no bairro do Brás. É um espaço, com vários stands. E na grande maioria só vende no varejo. Aberta das 00:00 ao 12:00 de segunda a sábado. É legal chegar de madrugada, mas, tem muuuuita gente. Eu costumo chegar as 6:00 da manhã, quando o movimento é menos intenso.
Sacoleiras de norte a sul, fazem compras lá.

Se você não liga para roupas de marca, o Brás e a Feirinha da Madrugada, são perfeitos pra você. Lá você encontra de tudo. Peças de vestuário, bijuterias, relógios, bolsas, maquiagem e peças íntimas. 
Os preços são sempre populares. Já comprei casaquinho de malha fria por R$ 5,00!!!
E não se esqueça, o local é “povão”, se prepare para ver muita gente e fazer bons negócios.

Como chegar?
É bem fácil, basta procurar o bairro do Brás. No ínicio eu dependia do GPS, rsrs. Se for o seu caso, use as ruas Oriente ou Barão de Ladário como referência. Se for de metrô desça na estação do Brás.
Mas, vale a pena ir de excursão. Na minha cidade é bem comum ter vans para o Brás e Feira da Madrugada, com preços que variam de R$ 37,00 a R$ 50,00.

Onde estacionar?
Deixar o carro na rua é bem arriscado! Como passa muita gente, seu carro poderá ganhar um belo risco. E lá, a polícia multa por qualquer vacilo! Não tem conversa. 
Porém existem muitos estacionamentos. Eu sempre deixo o carro no Bivik.  A diária são R$ 45,00. O preço é salgado, mas, o local é ótimo.
Super bem localizado na rua Barão de Ladário número 159, ao lado da loja Bivik jeans. O estacionamento é amplo e arejado e as garagens são cobertas.


O que vale a pena comprar?

Praticamente tudo vale a pena.
A maioria das roupas de “marca” vendidas no meio da rua não são originais. Às vezes, quando a blitz policial chega os vendedores escondem suas mercadorias, porque vendem marcas falsas.
Porém existem alguns outlets que vendem produtos originais com preços convidativos.
Se você realmente achar que vale a pena voltar em alguma loja em outra oportunidade, pegue o cartão da loja.

Quanto dinheiro levar?

Depende.
Eu vou a Feirinha a cada dois meses. Levo em torno de R$200,00 para gastar. Mas, lembre-se, eu conheço o lugar e vou sempre.
Mas, se você pretende ir apenas uma vez leve mais dinheiro, porque realmente compensa.
Se for revender as peças, leve cartão de débito, porque talvez você gaste muito mais.

Dicas Gerais de compras.
1- Compare os preços em duas ou três lojas próximas, para não correr o risco que comprar de primeira e encontrar um melhor preço ao lado. 
2- Não gaste todo seu dinheiro de uma vez. Você vai ficar o dia todo e tem muita coisa pra ver.
3- Tudo lá é P, M, G e GG, mas, não dá pra confiar. Se as lojas forem de chineses eles não deixam experimentar. Por isso anote suas medidas em um papel, e leve uma fita métrica.  Você não pode vestir mas pode medir a peças. Mas, não custa perguntar se pode experimentar.
4- Algumas lojas aceitam cartões de crédito e débito, mas, dinheiro vivo é sempre bem vindo!
5- Vale a pena pechinchar, mesmo com bons preços.
6- Fique atenta aos ladrões. Mantenha sua bolsa na frente do corpo. Eu uso uma pochete , que se usa por baixo da blusa. É bem fina, mas, cabe celular, documentos e dinheiro.
7- Leve uma mochila para guardar suas compras, se for comprar muitas coisas leve uma mala de rodinhas. Vez por outra deixe suas compras no carro ou na van, assim você não carregará tanto peso.
8- Use calçados confortáveis. Se puder use roupas simples e confortáveis. E nada de muitos acessórios, você poderá perdê-los.
9- Se precisar usar o banheiro, vá na Feira da Madrugada, os sanitários são bem limpinhos.
10- Tome cuidado com peças com defeitos. Nem sempre eles .avisam, então observe bem o que está comprando.
11- Comprar com os chineses é sempre desafiador, alguns falam pouco o nosso idioma e pronunciam as palavras muito rápido. Você não entende o que eles dizem e eles não entendem você. Preste bastante atenção, para comprar errado.
12- Leve dinheiro trocado e confira o seu troco.
13- Nunca descuide de suas compras, nunca!!!
14- Leve uma lista do que pretende comprar. Se você colocar o preço que pagaria na sua cidade, irá se surpreender com a diferença de valores.
15- Não compre se não tiver certeza que servirá, afinal são tantas lojas que você com certeza vai encontrar algo parecido depois.
16- Se quiser peça Nota fiscal Paulista ( para que mora em São Paulo). Nas Lojas do Brás eles sempre fazem Nota fiscal. Mas, na Feirinha é mais difícil.

Separei algumas peças que comprei  por lá. Algumas foram compradas em novembro de 2014 e outras na semana passada. 

Saia evasê com pala e passador de cinto.
Acompanha uma fita de cetim preta para colocar na cintura.
Tecido: algodão com poliéster.
Encorpada e com bom caimento.
Preço:R$19,90

Mais uma saia evasê.
Parece um camurça bem leve.
Preço: R$10,00

Saias longas de malha.
Bem encorpadas.
R$20,00

Camisas entre R$ 10,00 e R$15,00

Cinto R$8,00

Essas são apenas algumas peças. 
Se vocês quiserem posso postar alguns looks feitos com essas e com roupas compradas lá.
O que acham?
Que tal deixar seu comentário?

Beijo da Mari

33 comentários sobre “Guia Prático – Feira da Madrugada e Brás em São Paulo

  1. Boa tarde , vou comprar roupa para revenda , estar sendo a primeira vez que vou no Brás , vou descer na estação do Brás e vou andando para a feira , vc acha perihoso eu indo humas 05 da manhã ?

    1. Não, afinal muitas pessoas vão. Se você estiver acompanhada e melhor. Se quiser ir a feira da madrugada, um bom horário é as 2h da manha. Daí é interessante pegar carona com alguem ou um uber de confiança. Para o Brás, lojas de rua, você pode ir mais tarde, 8 ou 9 horas.

  2. Olá gostaria de saber qual dos 2 lugares vc acha melhor em questão de preço e variedade.
    Feirinha da Concordia ou feira da madrugada?

    Obrigado

  3. Ola Mari, parabéns pelo post. Então, pretendo ir em janeiro com meus pais idosos para SP e eles querem conhecer a feira, qual vc recomenda. A da madrugada ou a do Largo da Concórdia? E como é o movimento no final de janeiro? Pq fui na feirinha da Concórdia no feriado de 15 de novembro e estava uma loucura.

  4. Olá, queria tirar algumas dúvidas,rsrs. Pretendo ir a feirinha com mais amigas porém,elas querem ir de avião e pegar um táxi de um dos aeroportos até o Brás, inclusive, se hospedarem por lá mesmo e já li que você não recomenda. Somos do RJ, eu prefiro excursão, mas elas preferem ficar lá. Acha que consigo coisas boas (tão boas quanto as lojas de 2° a 6°)? A feirinha da madrugada é perigosa? Obrigadaa

  5. Boa tarde. Disseram que com cnpj se consegue um melhor preço nas mercadorias. Isso é verdade? Precisa levar o cartão do cnpj? De outro estado serve? Obrigado desde já .

  6. Ótimas dicas, sou revendedora e vou lá semana que vem pela primeira vez.. ameii suas dicas, e vc saberia me informar se em são Paulo também vende celulares com preço mais em conta?

  7. Olá! Muito bacana suas dicas!!
    Será q vc saberia me dizer onde eu compro réplica de moletom da Adidas… Nike… GAP…??

  8. Vou muito a feirinha, só que de van, e geralmente a van estaciona a uns 800mtrs da feira. Vc saberia dizer o custo do estacionamento dentro da feira e se é confiável p carro de passeio?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.