Paraguai e Argentina em dois dias

Paraguai e Argentina em dois dias

Ai gente, amo contar minhas aventuras  pra vocês, afinal a vida é uma festa né?

Desde de criança, quando eu morava no BNH do canal 3 em Santos, SP, eu via os vizinhos dizendo que foram ao Paraguai trazer muamba para revender. Eu sonhava fazer isso um dia.

Bem, o tempo passou, eu com quase 40 anos, vim morar em Ponta Grossa no Paraná, estado que faz fronteira com…. Paraguai e Argentina.

Não pensei duas vezes e comecei o nosso roteiro. Porém só tínhamos 3 dias. Quarta, quinta e sexta.

Com a ajuda da minha amiga Renata Martins, fiz um esquema para aproveitar ao máximo nossa curta viagem para o Paraguai.

A viagem consistia em Foz do Iguaçu, Paraguai e Argentina.

Prometo postar sobre os passeios de Foz do Iguaçu, que foi incrível e tem vários locais para passear

Saímos de Ponta Grossa as 7:30 da manhã. Viajamos com calma, paramos algumas vezes e chegamos na pousada escolhida por volta das 14h. Após nos instalarmos fomos para Argentina… Sim…. A Renata deu a dica que as lojas em Puerto Iguazu só abriam a tarde, então aproveitamos para irmos no maior Dutty fre do mundo, que fica na Argentina, antes da fronteira. Conta com grifes renomadas. Mas, se não pode ir até lá, que tal acessar Glória Coelho e começar sua coleção de peças de grifes?  Com GPS é bem fácil de chegar. O estacionamento é gratuito e vale muito a pena ir após o almoça e antes do anoitecer.

 

Um paraíso de maquiagens, coisas para casa, bebidas etc.. Os valores são em dólar. Mas, você poe usar seus reais tranquilamente, além do cartão internacional se você tiver.

 

Após o passeio, atravessamos a fronteira de carro e fomos experimentar a carne argentina… Pra minha surpresa, não vi nada de especial. Mas,valeu o passeio na Feirinha , onde vende alfajor até dizer chega, rsrsr e andar pelas lojinhas de Puerto Iguzu.

No dia seguinte era a tão esperada ida ao Paraguai.

Se você for de carro como nós, você pode deixar o carro em qualquer estacionamento próximo a famosa Ponte da Amizade. Os preços das diárias são bem parecidos, cerca de 15 a 20 reais.

Você pode atravessar a ponte caminhando ou subir na garupa de um motoboy, pagando a bagatela de 10 reais. O motoboy te leva até a loja que você quiser, desde que seja no centro.

Ah, vale lembrar que fiquei orgulhosa de mim, porque fazia anos que não andava de moto e dessa vez não bati o capacete no capacete do piloto rsrsrs.

Escolhemos começar pela loja Mega. Dá pra ver a loja na foto.

A Mega é uma loja mega cheia. Especializada em eletrônicos. Passei pouco tempo lá porque eu só queria conhecer mesmo.

Mais pra frente tem a Monalisa. Uma loja de vários andares. Cada andar um tema. Roupas, obras de artes, comidas e etc…

Eu amei mesmo o térreo, onde tem perfumes e maquiagem. Ah se você levar o RG, tem desconto.

Na rua, próximo ao ponto de táxi tem o Shoping Del leste. Lá tem lojas de cosméticos  e utilidades para casa. Esqueci de tirar foto. A essa altura eu estava cansada, cheia de sacolas e com frio.  De lá , pegamos um táxi que nos atravessou de volta ao Brasil. O valor foi de 25 reais.

O Paraguai é uma mistura de Brás – Sp e Índia. Um transito maluco! Você precisa ficar atento pois os carros passam por cima de você sem dó.

A experiência foi muito divertida. E já fazemos planos para irmos novamente mais bem preparados financeiramente e psicologicamente hehe.

Mas, para o tempo que tínhamos de viagem, super valeu a pena.

Na Sexta feira…foi o dia de Foz do Iguaçu… Mas, fica para o próximo post.

Beijooooo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.